Sobre a instituição

Matriz CURITIBA - PR
Porte Grande
Site oficial Não definido
Nome Fantasia Não definido
Razão Social Não definido
CNPJ
Data de Abertura 00/00/0000
Endereço
Controle Acionário Privado Nacional
Tipo da Instituição Banco múltiplo sem carteira comercial e banco de investimento
Segmento Banco Múltiplo
Consolidação Instituição Independente

Resumo do Último Balanço

  • 09/2016
    Publicação
  • 8.000
    Lucro Líquido (R$)
  • 29.312.000
    Patrimônio Líquido (R$)
  • 35.479.000
    Ativo Total (R$)
  • 0
    Total de Depósitos (R$)
  • 35.479.000
    Ativo Total Menos Intermediação (R$)
  • 29.305.000
    Patrimônio de Referência Nível 1 (R$)
  • 66,4
    Índice de Basiléia
  • 33,5
    Índice de Imobilização
  • 0001
    Número de Agências
Fonte: Banco Central

Posição no Ranking de Instituições

Este gráfico compara a posição dos ativos, lucros e prejuízos desta instituição em relação a outras instituições do mesmo tipo.
Fonte: Banco Central

Índices de Basiléia e Imobilização

Data de Publicação Basiléia Imobilização
Setembro de 2016 66,4 33,5
Junho de 2016 66,4 33,4
Março de 2016 67,4 33,7
Dezembro de 2015 71,3 33,9
Setembro de 2015 75,0 33,9
Junho de 2015 75,2 33,3
Março de 2015 73,5 33,4
Dezembro de 2014 73,9 32,9
Setembro de 2014 75,0 32,8
Fonte: Banco Central

Por que o Índice de Basiléia é importante?

Quanto maior, melhor. Exemplo: Se um banco possui Índice de Basiléia de 20%, significa que, para cada R$ 100,00 emprestados, o banco possui patrimônio de R$ 20. Ou seja, quanto mais elevado for este índice, maior será a garantia de que o banco terá capacidade de honrar com seus compromissos. O índice mínimo exigido pelo Banco Central do Brasil é 11%.

E o Índice de Imobilização?

Quanto menor, melhor. Exemplo: Se um banco possui Índice de Imobilização de 30%, significa que, a cada R$ 100,00 em seu patrimônio, R$ 30,00 estarão investidos em bens que não possuem uma liquidez imediata, ou seja, imobilizado em imóveis, veículos, materiais, etc. Quanto mais reduzido for o Índice de Imobilização, maior agilidade terá o banco para usar seu patrimônio a fim de honrar seus compromissos. O índice máximo tolerado pelo Banco Central do Brasil é 50%.

* Explicações meramente didáticas. Os cálculos reais não são tão simples assim!

Lucro Líquido

Resultado trimestral

Data de Publicação Resultado Valor (R$)
Setembro de 2016 Lucro 8.000,00
Junho de 2016 Prejuízo -111.000,00
Março de 2016 Lucro 253.000,00
Dezembro de 2015 Lucro 332.000,00
Setembro de 2015 Lucro 313.000,00
Junho de 2015 Lucro 451.000,00
Março de 2015 Lucro 138.000,00
Dezembro de 2014 Lucro 253.000,00
Setembro de 2014 Lucro 279.000,00
Fonte: Banco Central

Resultado Anual

Ano Resultado Valor (R$)
2016 (parcial) Lucro 150.000,00
2015 Lucro 1.234.000,00
2014 Lucro 1.305.000,00
Fonte: Banco Central

Patrimônio Líquido e de Referência

Data de Publicação Patrimônio Líquido (R$) Patrimônio de Referência (R$)
Setembro de 2016 29.312.000,00 29.305.000,00
Junho de 2016 29.375.000,00 29.367.000,00
Março de 2016 29.040.000,00 29.031.000,00
Dezembro de 2015 28.306.000,00 28.296.000,00
Setembro de 2015 27.901.000,00 27.890.000,00
Junho de 2015 27.794.000,00 27.782.000,00
Março de 2015 27.094.000,00 27.081.000,00
Dezembro de 2014 27.025.000,00 27.011.000,00
Setembro de 2014 26.548.000,00 26.533.000,00
Fonte: Banco Central

Ativos, Intermediação e Depósitos

Publicação Ativo Total (R$) Ativo Menos Intermediação (R$) Depósitos (R$)
Setembro de 2016 35.479.000,00 35.479.000,00 0,00
Junho de 2016 35.572.000,00 35.572.000,00 0,00
Março de 2016 34.352.000,00 34.352.000,00 0,00
Dezembro de 2015 33.513.000,00 33.513.000,00 0,00
Setembro de 2015 31.950.000,00 31.950.000,00 0,00
Junho de 2015 31.950.000,00 31.950.000,00 0,00
Março de 2015 31.185.000,00 31.185.000,00 0,00
Dezembro de 2014 31.159.000,00 31.159.000,00 0,00
Setembro de 2014 30.346.000,00 30.346.000,00 0,00
Fonte: Banco Central

Número de Agências

Publicação Número de Agências
Setembro de 2016 1
Junho de 2016 1
Março de 2016 1
Dezembro de 2015 1
Setembro de 2015 1
Junho de 2015 1
Março de 2015 1
Dezembro de 2014 1
Setembro de 2014 1
Fonte: Banco Central

Observações - Banco Central

O Banco Central não acrescentou nenhuma observação aos resultados trimestrais desta instituição desde o primeiro trimestre de 2014.